quarta-feira, 9 de maio de 2012

Elas estão descontroladas! A falta de escrúpulo feminina

 

às descontroladas de plantão.

histerica

Vou aproveitar que eu estou em um clima de desmitificações e vou dizer: muitas mulheres fazem dramas em momentos que não haveria motivo para dramas. Sim!!!! Elas fazem… E vão negar para sempre que aquilo é apenas um ímpeto dramático, vão jurar para sempre que tudo não passa de algo que as afetou profundamente e por isso é digno de escândalo, rupturas drásticas, estratégias baixas e etc e tal.

Algumas mulheres tem um poder “louco” de manipulação que pode destruir você no tempo de um surpreender-se.  - Ai que susto! E já foi, tem um cabo de escova atolado no seu toba. E não venha com moralismos, achando que estou sendo escrota demais, estou falando o que é, o que o meu experienciar ao conviver com mulheres cotidianamente nas ruas e domesticamente me propiciou compreender. E é aqui que eu revelo que eu nasci com pomo de adão!! HauaHauaHaua.. brincadeirinha, eu nasci com xoxota mesmo – mas eu acho que nas últimas 5 vidas eu era homem.

Na verdade, o que eu proponho pensar a partir desse post é que algumas mulheres lidam com a falta de escrúpulo com uma diferença muito grande da falta de escrúpulo masculina. A falta de escrúpulo em algumas mulheres perpassa, inevitavelmente, o espaço privado e nele elas podem seduzir, jogar, manipular o idiota que elas quiserem para conseguir o que querem, mesmo quando fazem de conta que não. Porém, ao meu ver, a falta de escrúpulo em alguns homens necessita do público, do legitimar a exposição da falta de escrúpulo, de expor o outro ao ridículo, de  gritar “xeque-mate”. As mulheres, muitas vezes, não gritam xeque-mate, elas fuzilam com o olhar, com o sorriso de canto de boca que insinua: “Entenda, eu venci!”. Mas não é o gritar ou o silenciar que vai dizer quem é mais inescrupuloso que o outro, que vai determinar quem é mais filho da puta que o outro, o que determina isso é o caráter generoso de uma pessoa, de saber se o que ela está fazendo diz realmente respeito apenas a ela ou se o que ela está fazendo pode trazer sérias consequências para outras pessoas.

lgwiz00419 tee-buzzs-true-romance-4-sheet-pop-art-wall-mural-wall-muralGritar, fazer escândalo, chorar descompassadamente, fazer cara de vítima não fará com que você passe por  uma vítima em algumas situações, no mínimo você será vista como uma descompassada, uma pessoa digna de pena ou no máximo como uma estrategista que seria capaz de derrotar as estratégias do excelentíssimo Maquiavel.

O que ocorre nisso tudo, do escândalo, do drama, do se vitimizar é um processo de busca pela vitória através da piedade do outro. Pense: Quão confortável é para você possuir força se o que lhe confere essa força é ser visto como fraco?

Não seria um pouco contraditório buscar vencer, colocando-se antes de tudo como o pior naquela competição. Que tal começar a assumir quem você é, ter responsabilidade e ser responsável pelas suas escolhas. Que tal pensar um pouco em respeitar-se e, quem sabe assim, respeitar o outro.

Enganar as pessoas pode ser muito fácil, até porque, quem tem um mínimo de esperteza saberá que está sendo enganado e poderá permitir ou não que isso ocorra. Porém, muitas vezes é melhor fazer de conta que está sendo enganado do que ter que assumir publicamente (mesmo em um público pequeno) que tem consciência da falta de escrúpulo do outro e assim ter que assumir uma posição socialmente desejável diante de uma coisa que se ficasse no plano da ludibriação não teria tanto valor para você.

Enfim… Vamos lidando com os descontroles e as incapacidades das outras pessoas em se mostrarem fortes diante de suas próprias vidas. Sinto muito por aqueles que são apenas coadjuvantes – quiçá, figurantes.

See u…

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários moderados.