quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Escrever-por-escrever

 

Eu sempre gostei de escrever. Começou a ficar intenso demais dos 13 anos em diante. Escrevia, escrevia… Muitas vezes textos reclamativos. Que reclamavam de mim, internamente e do meu ao-redor!

Escrever um blá-blá-blá sem fim, como eu faço na maioria das vezes aqui, é fácil. Não tem rigor, é apresentação de palavras que contam aos leitores coisas novas ou repetidas. 1384098322_f6d0d9ac51_o

No começo, quando eu tinha 13 anos, eu sonhava em escrever com a máquina de escrever. Achava lindo. Tanto que com uns 15 anos eu fiz o curso de datilografia.

Sim!! Eu digito com os 10 dedos. Mais bonitinho… E dou porrada no teclado do computador também, quem aprende a digitar datilografando cria um hábito de socar as teclas.

Escrever sempre foi um ato romântico para mim. Esse aspecto só se perdeu quando entrei para a academia e comecei a escrever artigos, ensaios e monografia – apesar que quando escrevo ainda me sinto a mesma romântica.

Minhas palavras expressam um idealismo, uma vontade, uma ânsia: desejo de mudança. Eu não sou extremamente mutável, mas anseio pela mudança, considero a mudança valiosa.

Mas hoje escrevo para dizer que vou acabar dando uma pausa por aqui. Preciso escrever em outros papéis, com palavras que se distanciam um pouco das que apresento aqui, preciso escrever ensaios e ensaios. Preciso ensaiar outras escritas. Infelizmente não ganho a vida sendo blogueira – não acharia ruim. O blog é apenas uma brincadeirinha, um lugar para depositar algumas palavras que não se bastam ao serem ditas, precisam se materializar na escrita.

Assim que aparecer um tempinho eu volto! Creio que não demoro muito.

Sugiro algumas [re]leituras de postagens passadas:

Os meus contos - aqui;

Da fidelidade conjugal à Violência: Manutenção da Subordinação;
Flanelar a Foda!

Poeminha: Sensualmente Curto.

Algumas das postagens que mais gosto!

See u!

3 comentários:

  1. :-( Não gostei dessa novidade não.

    Mas se o trabalho chama, o lazer se recolhe, né? Fazer o que...

    Boa sorte por aí!

    Beijos,
    Deb.

    ResponderExcluir
  2. Tô meio atrapalhada com trabalho aqui também. Mas algumas lindas notícias. :-)

    Ah, postei o seu primeiro presente de natal agora. Mande para os amigos. hehehe

    Beijos
    Deb.

    ResponderExcluir

Comentários moderados.