quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Glee de volta, IuPi!

Desculpem-me, leitores que não acompanham a série Glee. Eu gosto muito e ela está de volta com a segunda temporada e eu resolvi postar sobre isso.

Glee é uma série divertida, com um roteiro meio Hight School Music, mas uma versão com uma pitada de bullying. Não vou ficar explicando o que é, pra isso existe o famigerado Wikipédia, se quiser saber a sinopse de Glee dê uma olhadinha lá.

No primeiro episódio da segunda temporada de Glee apareceram dois novos cantores, eu não sei se vão continuar como personagens fixos ou se estão apenas de passagem.

A primeira personagem nova que apareceu foi a Sunshine Corazon, uma mini-menina asiática de um tipo que eu classifico como “eu sou um desenho animado” – essa galerinha new generation com um visual super misturado. Essa aí mesmo parece que misturou o visual da chiquinha da turma do chaves com o visual da Hanna Montana. Fica legal… ou será que fica Cool? Smiley piscando

Rachel and Sunshine Glee

Sunshine e Rachel cantam Telephone de Lady Gaga (feat. Beyonce) de uma maneira bem divertida, apesar da evidente irritação da Rachel com o talento gigante da novata, esta parece se divertir com a situação.

Tem um novo garoto também, o Sam Evans, um garoto bocudo, loiro com um corte do tipo Justin Bieber que canta junto com o Artie e os outros meninos ‘New Directions’ a música Billionaire de Travey Mccoy (feat. Bruno Mars). O mocinho parece estar mais preocupado com a popularidade e o lugar ao sol no time de futebol do que com a música, será um novo Finn?

E a música é legalzinha, eu não conhecia!

Sam Glee

E tem mais, esse menino me trouxe uma imagem de momentos da minha vida de quando eu tinha por volta de 14 anos.

Naquela época me apaixonei absurda e platonicamente por um menino (pela primeira vez) que era – porque o cara já passou para o lado de lá. Sim! Eu sou um tipo de viúva platônica, eu ainda estava platonicamente apaixonada quando ele morreu em um acidente de carro – a mesma coisa de ver esse sujeito aí. Essa boca enorme e vermelha, cabelos compridos na cara também, mas não nesse estilo loiro-corte-justin-bieber. Se o menino tivesse o cabelo preto acredito que seria até difícil voltar a ver a série. Tem coisas que acontecem na vida da gente que parecem que sempre machucam.

Ah! Tirando o “coisas que sempre machucam”, olhar para esse menino e identificar minha platônica paixão adolescente nele me fez ver que eu tinha um gosto esquisito pra caralho. Não que eu não continue tendo – My baby is freak Smiley mostrando a língua. Eu nem beijei o sujeito, mas com essa boca toda era capaz de me super sufocar e olha que minha boca nem é tão pequena.

Enfim, estou feliz com o retorno de Glee, alguma distração para a minha semana que está cada vez mais cheia de compromissos. But… I like it!

See u!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários moderados.