sábado, 3 de julho de 2010

Grupos afins!

 

Estava eu, mais uma vez, olhando e pensando. O orkut é uma ferramenta muito eficaz para isso. Através do orkut você lembra que algumas pessoas fazem parte do seu círculo social. Pois bem. Pensava eu no grupos que se formam e como é arriscado você deixar de “ser algo” que algumas pessoas do grupo são.

Eu estava pensando em grupo de amigas. O grupo das casadas ou comprometidas.

casamento-portugal-711869

Já notei inúmeras vezes que pessoas que se comprometem, mas mantém um grupo de amigos solteiros parecem ter mais facilidade em se “separar”. Talvez seja pela possibilidade mais acessível de retornar a vida de solterice. E a vida de solteira, quando há algo de errado no relacionamento, é enormemente atrativa.

Então você sai com as amigas solteiras e cada uma começa a flertar com um cara e acabam se arranjando. É hora de você ir para casa, porque não vai poder ficar curtindo livremente no meio da galera sozinha, pois iria parecer que está disponível e não está. E nem tem mais as amigas para ficar falando coisas de “mulherzinha”. No outro dia você começa alguma discussão e lembra que poderia ter se divertido no dia anterior e não se divertiu porque não podia parecer disponível. E lamenta por isso. Vem o acesso a solterice e você começa a pensar em deixar o compromisso com o homem da sua vida para trás. E se o fizer, aparentemente será mais fácil. Vida de solteira. IUPi!

mulheres

Mas isso pode acontecer também com o grupo de amigas comprometidas que tem uma remanescente da solterice. E aquela única solteira começa se sentir solitária, ela sai com as amigas e elas só falam de como o fulano é carinhoso, como o sexo com ciclano é bom, como o beltrano é exigente com ela e então a solteira se sente uma despossuída. Ela não tem de quem falar e quando sai para o bar com essas amigas nenhum homem parece olhar para ela, pois logo se vê a plaquinha invisível na mesa “comprometidas, não se aproxime”. Isso quando ela não sai de "vela”. Uma vela é sempre uma vela, por mais agradável que o casal de amigos seja. O que fazer? Sair sozinha? É tão desconfortável sair sozinha. Encontrar novas amigas? Talvez não, talvez o jeito de solucionar isso é encontrar o homem de sua vida.

Além do mais, quando você é solteira e tem amigas solteiras, sente-se completamente confortável como solteira. E até ensaia dizer algumas frases típicas de livro de auto-ajuda do tipo “é preciso se amar primeiro para depois amar o outro”, “você tem que ser feliz com sua companhia primeiro para depois agregar alguém a sua vida”. E dá-lhe curtição!

E quando você é comprometida e tem amigas comprometidas, se o homem da sua vida faz algo que você não gostou – que é a única parte ruim da coisa - e você vai reclamar com a outra amiga que também é comprometida percebe que estar com outra pessoa é muito mais do que amor, é paciência, tolerância, cuidadocomo eu já disse em outro post -  e vê que algumas coisas acontecem não só na sua relação e se sente confiante para continuar.

Enfim. Não quero dizer que não é possível manter amizade entre solteiras e comprometidas. É possível sim. Mas há de se saber lidar com esses desconfortos que esse tipo de amizade pode causar.

noiva

 

4 comentários:

  1. Cassi nunca larga suas antropologias de boteco - no melhor sentido sempre. rsrs
    Grupos afins? Imagina se eu não vivo disso? Adooro! rsrs

    ResponderExcluir
  2. É muito embasamento teórico, não dá para sair citando todo mundo. HauHAuaHauHAua...
    arquivo mental desorganizado mode on!

    =** Melzinha.

    ResponderExcluir
  3. Então vai ter de ser "grupo das solteiras", "grupo das comprometidas"... "grupo das mães" (esse é mais irritante)... e o grupo das que se divertem, solteiras ou comprometidas. Quero ficar nesse, tá? ;-) Vem comigo?

    Beijos,
    Deb.

    ResponderExcluir
  4. Eu vou no grupo do "Vem comigo, no caminho eu explico!"

    Uhul...

    =D

    ResponderExcluir

Comentários moderados.