sexta-feira, 30 de julho de 2010

A Calcinha.

 

IMG_8264

No dia do #ligerieday no twitter um dos meus amigos que me segue no referido miniblog veio me perguntar por que eu não havia aderido ao #lingerieday, que ele achava uma injustiça que nenhuma das amigas dele tinham aderido e que ele gostaria de ver. ;)

Entrei no clima da brincadeira e fiz essa foto aí, afinal eu cresci disparando a máxima “calcinha é pano, besta quem tá olhando!” Mas depois fiquei pensando, calcinha realmente não é só pano. Se fosse só pano não teríamos tantos marmanjos em busca de ver a calcinha, de ter a calcinha, de cheirar a calcinha e etc e tal.

Uma vez eu fiquei com um cara, nem rolou sexo de fato, só um ronçar e ele enfiou a mão dentro da minha calça segurou a minha calcinha com força e disse: “Me dá?”, fiquei um pouco confusa e disse “me dá o quê?” E eu bem achando que ele estava querendo fuder, mas perguntei para tirar a dúvida. E ele disse “a calcinha!” Comecei a rir, foi inevitável… Eu tenho dessas de achar super engraçado alguns fetiches, mas não acho ruim que tenham, é divertido.

Fiquei pensando nisso no dia que tirei a foto para o #lingerieday e coincidentemente, no mesmo dia, fui para casa de um casal de amigos, comer beiju e lá, durante a conversa, soube que o irmão de um daqueles que ali estavam, que eu conheço também, faz coleção de calcinha tamanho P. E perguntei, lembrando da história do “me dá?”, se ele pegava as calcinhas das meninas que ele ficava – se bem que seria estranho ele dizer “Sua calcinha é P, se for, vc me dá?” HiHiHiHi – e me disseram que não, que ele compra, alguns amigos que já sabem da coleção levam de presente, enfim… Ele coleciona a peça mesmo.

A calcinha é, inevitavelmente, um fetiche. Ver a imagem de uma mulher de lingerie pode ser muito mais estimulante do que ver a imagem de uma mulher nua. Talvez seja porque temos esse desejo pelo descobrir, o desejo de ver se revelar, o aguçar, a curiosidade.

Pois bem, agora eu já sei, nada de ensinar para a minha filha a máxima “calcinha é pano, besta quem está olhando!”, porque é bem provável que o coleguinha vai chegar em casa e tocar uma para a menina. HaHAHAHAhAHaAhaHAHa..

Ah! E eu não dei a calcinha não. Era uma das minha preferidas…. =p

3 comentários:

  1. ahhhaha ótimo esse post.

    É, fetiche por calcinha... rola muito...rss Conheci um cara que sempre roubava as calcinhas das moçoilas com quem transava. E sim, ele ficou com uma minha...hahha Sob muito protesto, pq achei aquilo de um machismo absoluto. Ele usava as calcinhas como troféus, parecia um Barba Azul.

    Lingerie day... Perdi. Se não tinhava uma foteeenha também :-)

    Beijinhos!
    Deb.

    ResponderExcluir
  2. Aderi!

    Postei lá no blog :-)

    Beijos!

    ResponderExcluir

Comentários moderados.