terça-feira, 22 de junho de 2010

Ética: Artigo de Luxo.

etica1

Parece brincadeira, mas não é mesmo. Ética hoje em dia é “artigo de luxo”, poucas pessoas podem se dar ao luxo de serem éticas.

O que é ser ético?

O primeiro tópico do dicionário Houaiss diz que ética é “parte da filosofia responsável pela investigação dos princípios que motivam, distorcem, disciplinam ou orientam o comportamento humano, refletindo especialmente a respeito da essência das normas, valores, prescrições e exortações presentes em qualquer realidade social”.

Então poderíamos pensar que ser ético é uma forma de dizer que o que lhe motiva são aspectos positivos da vida, que você está sendo direcionado pelo respeito ao outro, pelo pensar no outro.

Contudo, vejo que as pessoas não estão mais prezando a ética. O lance é quem pode mais, quem é melhor, quem consegue mais, quem é mais ‘massa’, quem é “o cara” e se para ser “o cara” for preciso pisar em algumas cabeças o que tem de mal? Afinal, a característica primordial para que você seja uma pessoa de sucesso é a proatividade. E o que é ser proativo? É antecipar as soluções para os possíveis problemas. Ir na frente, resolver antes que o chefe solicite. Porém, na mentalidade mesquinha das pessoas é o famoso “mostrar serviço”. E se “mostrar serviço” implicar em fazer o serviço do colega e deixá-lo com cara de “o que eu faço agora?” diante do chefe não tem problema, quem mandou ele não ser mais proativo do que você.

E toda essa estratégia para se mostrar proativo é terrivelmente irritante. Principalmente quando você consegue perceber o forjamento da proatividade. Quando a pessoa fica de espreita, observando o que você faz para copiar e ir na frente. Para tomar seu lugar, para ocupar seu espaço. Aí você se phode. Sabe por quê? Porque você resolveu ser ético e mesmo vendo tudo aquilo resolve não acusar seu colega, afinal você não tem provas, só a sua intuição e seu pouco conhecimento do caráter daquela pessoa. Então você fica ético e pobre. Ético e burro. Ético e com a tarja ‘ingênuo’ na testa. Fica com cara de quem pode ser passado para trás o tempo todo.

Ou seja, ser ético hoje em dia é ser idiota. Eu detesto ser idiota, mas detesto a idéia de ser mesquinhamente proativa. Sinceramente, sem querer parecer dramática e já sendo, está muito difícil ser humana nos dias de hoje.

=/

3 comentários:

  1. É muito difícil agir corretamente, com ética. As pessoas não entendem que seria o melhor para todos e quem age assim é idiota. Não se preocupe, não mude por coisas que podem parecer irritantes agora. Voce esta aprendendo, não a ser mesquinha, mas ser o que é no meio de pessoas que sei não merecem nem classificação.

    ResponderExcluir
  2. Luxo custa caro, né? A ética é um artigo de luxo caro e delicado... E a gente - eu acho - tenta seguir juntando "moedas" para ter esse "luxuoso artigo" em nossa práxis diária. (Nossa, gastei, pode falar! kkkkkkkkkk)

    ResponderExcluir
  3. Mlle.

    Acho que o filósofo preferido das pessoas hoje em dia (mesmo das que nunca o leram) é Maquiavel... "Os fins justificam os meios". Foda. Realmente fica difícil ser humana, correta e sobreviver.
    Ainda bem que eu não ligo para essa coisa de "vencer na vida".

    Beijos!
    Deb.

    ResponderExcluir

Comentários moderados.