sexta-feira, 19 de março de 2010

Fórmula do amor.


Eu ligo a tv e vejo um filme, no filme tem um casal e o casal está brigando. Brigam… Brigam… Brigam…

Se ofendem, choram, gritam. Depois se reconciliam no final do filme, apaixonadamente. Fim. Até aí está tudo normal, na realidade tudo é assim mesmo…

O problema é a sensação que a gente tem com o filme acabando com a reconciliação apaixonada. A sensação é de que tudo ficará bem para sempre. É a mesma sensação que temos com os contos de fadas. As princesas passam por perrengues enormes, tristezas, quase-mortes e no fim, zás! O príncipe vem e a rouba do sofrimento e a leva para um lugar seguro, onde é esse lugar? Qualquer lugar, desde que ela esteja junto dele.

Mas e o pós? O que vem depois? Mais brigas? Mais lágrimas? Mais ofensas? Ciclos????

Nãããããããão! SOCORRO!

Odeio ciclos… odeio com toda a minha força. Eles me cansam com uma força tão grande, me fazem ficar fadigada, sugam minha energia. Não que eu seja a pessoa mais dinâmica do mundo inteiro. Só que eu tenho a percepção de quando é que o ciclo voltou ao início. E isso me causa um pavor, um pânico enorme. É como acabar de ver um filme – como Baixio das Bestas, lembra?! - que lhe causou um transtorno para pensá-lo e ser obrigada a assisti-lo imediatamente de novo.

O saber o que vem lá é uma tortura. Só que ver a vida vindo não é mesma coisa do que ver o filme. Eu sei…

Vai que no meio do ciclo da vida acontece da tesoura do destino cortar alguns nós. Ou que o laço da vida, reto e perfeito, resolva se embolar no meio do caminho. É só pela imprevisibilidade da vida que ainda me permito estar em um ciclo. Permito-me ser feliz… alguns instantes talvez, até começar as partes chatas.

E nada me impede de respirar fundo, meditar e pedir ao meu anjinho da guarda que guarde minha mente louca e delirante. Já é!

ps.: Anotar no caderninho: Se tiver uma filha nunca deixá-la assistir filmes com finais felizes de casais e nem ler contos de fadas até que ela complete 18 anos. ;)

Um comentário:

  1. Ou mostrar a ela contos de fada mais realistas como Shrek... Como eu sempre digo amiga: "Toda historia infantil termina com viveram feliz para sempre pra evitar de contar que a Branca de Neve teve trocentos filhos, que o principe ficou barrigudo e gritava pra ela trazer a cerveja e que um dos filhos dela foi pra cadeia porque se meteu com 'toxicu' e uma das filhas virou lesbica joãozinho..."

    ResponderExcluir

Comentários moderados.