quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Meu amigo Homem.



Ele: Oi minha lindinha, como você está? Estou morrendo de saudades de você! Não vejo a hora de poder lhe ver e lhe abraçar bem apertado.

Ela: Oi querido. Eu estou bem, trabalhando muito e tal. Também tenho saudades, quando você vem me ver, meu amigo?


Raramente vejo a situação com papéis trocados. Com homens enfatizando que se é amigo. Dizendo "... do seu amigo" ou "Oi minha amiga". Sempre é muito intenso, muito envolvente, muito blá-blá-blá do homem. E cabe a mulher mais uma vez dizer: "- Stop. We are friends." Onde quero chegar com essa idéia?

Bem, será que os homens acreditam mesmo em apenas amizade entre homem e mulher, que flua naturalmente, sem precisar alguém lembrar o tempo todo "Não haverá sexo, tudo bem?". Será que os homens realmente se aproximam de mulheres apenas para procurar por amizade?

Até aqui estamos pensando em um casal de amigos solteiros e heterossexuais. Com possibilidades sempre a vista.


E se algum deles tem namorada [o]? [Pensando heterossexualmente também]

Se existe um namorado na vida da mulher, esqueça queridinho, sua amiga vai cada vez mais se distanciar, isso porque homem não tem pudor em dizer para a namorada "não quero saber de você com aquele fulano, tenho certeza que o que ele quer mesmo é comer você" [Talvez ela tema isso também]. Ou seja, ele não acredita em amizade sincera entre homem e mulher. Mas talvez ele tenha as amigas dele e a mulher não pode se manifestar, até porque qualquer manifestação de ciúmes feminino é vista como barraco, frescura e blá blá blá. E se ela não quiser ser vista através desses adjetivos ela se manterá firme e tentará conviver com a amiga, se mordendo e lembrando que o tal namorado não acredita em amizade entre homem e mulher [isso quando se trata de você].

Agora, se existe namorada na vida do homem, não precisa esquecer queridinha, ele vai continuar sendo seu amigo. Isso só não acontecerá se a namorada dele for dominadora e/ou capaz de convencê-lo que não acredita em amizade entre homem e mulher e que aquela amizade fará mal ao relacionamento. Mas se não, ele vai continuar a amizade do mesmo jeito, com os mesmo abraços, sorrisinhos e beijos bem fortes e será ela, caso não queira confusão, que terá o tempo todo que dizer "somos amigos", "amigos de longa data" e etc.


Tudo isso me faz pensar que quem tem o instinto de caçar o parceiro no grupo dos humanos é a fêmea. Imagine uma mulher manifestando tudo que ela sente quando vê a tal amiga se aproximando do seu macho com sorrisos, beijinhos e abraços. No mínimo uma sairia morta. Acredito que, em algum momento no tempo, os homens conseguiram convencer as mulheres a se conterem e fizeram uma aparente troca de papéis. E até hoje eles buscam nos convencer que devemos ficar contidas, bem comportada e dentro das cavernas. Mas tudo isso foi apenas estratégia deles para conseguirem viver melhor. A mulher já tinha o domínio da geração, ela é mãe, de fato; agora se o homem é pai, quem sabe.
Vai saber quem foi o homem que teve essa idéia de inverter a situação:


Talvez a idéia surgiu porque deveria doer para caralho. HiHiHiHi..
No fim, sei que estamos reinventando novamente esses papéis, mas ainda não saiu totalmente de nossas cabeças a idéia de que ainda temos que nos conter em certas ocasiões. Phoda-se as contenções. Eu quero mesmo é viver sem ter que me conter demais.

Um comentário:

  1. fato. existe a amizade, mas é difícil. difícil assim... tem sempre que ter algum fator que impossibilite o algo mais.
    mas existe. deus é mais.
    =*

    ResponderExcluir

Comentários moderados.