quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Cinderela é o caralho!



Quando tomei consciência de que se envolver amorosamente era um misto de alegria e tristeza e que ser feliz para sempre não poderia depender de um ideal em relação a isso comecei a acreditar que eu só viveria relações casuais e que quando eu encontrasse alguém para viver junto de verdade que seria algo tranquilo, sem precisar de muitas explicações, sem muito ter que entender um sobre o outro, que fluiria, sem pressa e com amor.

Mas a filha da puta da Cinderela tinha que ter uma fada madrinha que faria tudo dar certo ao seu bel-prazer e em um piscar de olhos tudo estava lindo e feliz. Eu pensava até ontem que a vontade de viver uma vida a la Cinderela povoava apenas as cabeças femininas. Oh! Ilusão... convenceram os meninos de que toda e qualquer mulher que eles se relacionassem teriam dentro de si uma Gata Borralheira e que a qualquer momento ela aparecia com um lindo vestido, cabelos arrumados pronta para viver feliz para sempre. Contudo, se ele não quer viver um conto de fadas - mas mesmo assim acredita que toda mulher é meio Cinderela - começa a lembrar a mulher a toda momento que ele não é um principe encantado.

Puta que Pariu... eu não sou a Cinderela. Sou depravada... desbocada... e não tenho vocação para ser amiga de ratinhos.

Se eu tiver só afim de sexo... estarei!

Se eu tiver só afim de fuder?? Queria que você não ficasse chocado, nobre rapaz que não quer ser principe encantado.

E no fim eu vou ser feliz para sempre... com ou sem amor, mas com sexo sempre que possível.

=p

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários moderados.